Caxias do Sul 14/06/2021

Empresário leva para prefeito de Caxias sugestões para a cidade inteligente

Na pauta da audiência estiveram temas como infraestrutura para o carro elétrico e energia solar
Produzido por Silvana Toazza, 10/06/2021 às 13:51:57
Empresário leva para prefeito de Caxias sugestões para a cidade inteligente
Participaram da audiência (a partir da esquerda) o vereador Gilfredo de Camillis, o prefeito Adiló Didomenico, e os executivos da Magnani, Paulo Magnani e Jenner Iadroxitz
Foto: Silvana Toazza

O prefeito de Caxias do Sul, Adiló Didomenico, recebeu em seu gabinete, na tarde de terça-feira (08/06), o diretor geral da Magnani Luz e Energia, Paulo Magnani. Na pauta da audiência, o empresário e ex-presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Caxias do Sul colocou sua experiência à disposição do poder público para que a cidade avance em tecnologias de mobilidade elétrica e eficiência energética.

Magnani sugeriu ao prefeito que o município se envolva, ao lado de empresários, no movimento local para a criação daquilo que definiu como a “rota do veículo elétrico”.

“O crescimento do uso do carro elétrico é uma realidade mundial, e a cidade precisa estar em sintonia. O motorista não pode sair de casa e não saber onde recarregar seu automóvel. Precisamos de mais estações de carregamento junto a postos de combustíveis, restaurantes e outros estabelecimentos, nos quais o condutor pesquisa pelo aplicativo e já sabe onde parar, o que acaba impactando positivamente até no turismo”, salientou o empresário.

O prefeito acrescentou que a mobilidade elétrica é, sim, uma tendência observada no mundo, que já o impressionou em sua visita à Rússia em 2011, e por isso vem recebendo atenção do Executivo.

“Em 10 anos, estipulamos que 30% da frota municipal de ônibus terá de ser elétrica, o que também exigirá infraestrutura de carregadores nas estações de transbordo de Caxias”, pontuou Adiló.

Outro tema que ganhou destaque na reunião foi a necessidade de investimentos em energia solar, o que reduziria de forma expressiva gastos com eletricidade em estruturas do poder público, como o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae).

“O investimento se paga com a própria economia”, frisou Paulo Magnani, lembrando que a Magnani Luz e Energia já instalou mais de 600 usinas de energia solar desde 2012 na Região Sul.

A cidade do futuro passa por soluções inteligentes em tecnologia, infraestrutura e segurança, concluiu o prefeito, abrindo espaço para integrar o debate de projetos e soluções que venham agregar ao desenvolvimento.

A audiência com o prefeito Adiló Didomenico foi articulada pelo vereador Gilfredo de Camillis (PSB), que também participou do encontro, ao lado de outros executivos da Magnani.

Leia também:

Carro elétrico, o futuro está logo ali na esquina

Empresa caxiense destaca-se no RS em monitoramento de usinas de energia solar