Caxias do Sul 27/05/2024

Do porão de casa à primeira exportação para a Europa

Vinícola da Serra embarca 600 garrafas de vinho ao mercado de Luxemburgo
Produzido por Silvana Toazza, 14/11/2023 às 15:55:15
Do porão de casa à primeira exportação para a Europa
Lucas Foppa e Ricardo Ambrosi conjugam talentos
Foto: Divulgação

A pouca experiência não intimidou os 'guris', na época com 21 anos, que em 2017 arregaçaram as mangas e começaram a elaborar vinho no porão de casa, com apenas 300 garrafas - chegarão a 80 mil garrafas em 2023. Passados seis anos, a ousadia de Lucas Foppa e Ricardo Ambrosi garantiu a proeza de verem sua marca cruzar o Oceano Atlântico e chegar ao concorrido mercado europeu. A primeira exportação à Europa da Vinícola Tenuta Foppa & Ambrosi, de Garibaldi, é integrada por 600 garrafas de vinhos para Luxemburgo.

O embarque foi feito no dia 24 de outubro e deverá estar na mesa dos apreciadores daquele país ainda este ano. O primeiro lote saiu da Serra Gaúcha com dois rótulos da linha Foppa & Ambrosi Brazilian Collection, o Cabernet Franc e o Alvarinho, além do Tenuta Foppa & Ambrosi Insolito Blend Corte V.

Insolito Blend Corte V integra exportação

"Estrear na Europa num mercado tão maduro e tão próximo dos principais players do mundo é incrível, nos enche de orgulho e nos dá ainda mais energia para continuar nosso trabalho", revela Foppa. "Saber que o nosso vinho estará na mesa dos luxemburgueses nos emociona", complementa.

Tino para o negócio

Entusiasmados com o novo mundo que se abre, os sócios demonstram tino para o negócio. Afinal, a Tenuta Foppa & Ambrosi é a única vinícola brasileira a também fazer vinhos no Napa Valley, na Califórnia (EUA).

A qualidade e uma boa dose de sorte também conspiram a favor da empresa. A venda à Europa começou a ser delineada quando um italiano que mora em Luxemburgo visitou a vinícola, em Garibaldi. Como tudo na vida dos jovens enólogos acontece rápido, da visita ao fechamento do negócio foram poucos meses.

"Ele adorou nossos vinhos e decidiu revender em Luxemburgo e também na Bélgica", conta Ambrosi.

Segundo dados da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV), Luxemburgo só fica atrás de Portugal quando o assunto é consumo per capita de vinho, chegando a 55 litros anuais.