Caxias do Sul 27/02/2021

Participação recorde de vinhos na "safra das safras"

Avaliação Nacional de Vinhos conta com 395 amostras inscritas, que começam a ser coletadas em 54 vinícolas de quatro Estados
Produzido por redação, 25/08/2020 às 13:59:53
Participação recorde de vinhos na
Amostras são recolhidas dos tanques de inox
Foto: Jeferson Soldi

A qualidade excepcional da colheita de uva considerada “a safra das safras” se traduz na participação recorde de 395 amostras inscritas na Avaliação Nacional de Vinhos. Técnicos da Embrapa Uva e Vinho e da Associação Brasileira de Enologia (ABE) – promotora do evento – estão rodando o Brasil recolhendo os vinhos diretamente dos tanques de aço inox ou das barricas de carvalho.

Durante 10 dias – de 24 de agosto (segunda-feira) a 4 de setembro, de segunda a sexta –, técnicos da Embrapa Uva e Vinho e da Associação Brasileira de Enologia (ABE) – entidade promotora do evento –, percorrem o Brasil, passando de vinícola em vinícola na mais importante etapa da maior degustação de vinhos de uma safra do mundo.

Há amostras que vão percorrer mais de 3 mil quilômetros para chegar em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, onde serão avaliadas tecnicamente às cegas por dezenas de enólogos brasileiros no Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho.

Com uma matéria-prima extraordinária, os enólogos de todo o Brasil foram desafiados a elaborar o melhor vinho de suas vidas. E estão na expectativa para viver mais uma edição do evento e acompanhar o resultado colhido por suas obras de arte enológicas.

A participação no evento vem de 54 vinícolas de quatro Estados, que mostrarão ao mundo a qualidade do vinho nacional, sua diversidade de terroirs e estilos.

Em um ano de incertezas provocadas pela pandemia, a Associação Brasileira de Enologia comemora a alta adesão:

“A Avaliação presta um importante papel ao setor, mostrando sua evolução e tendências, além de promover e divulgar o vinho no Brasil e no mundo, chamando a atenção pela sua seriedade e rigor técnico. Além do recorde de amostras, temos o desafio de surpreender no formato do evento, que a cada ano ganha novidades”, destaca o presidente da ABE, enólogo Daniel Salvador.

O coronavírus não apenas obrigou a entidade a transferir a data do evento para 7 de novembro, como também está exigindo mudanças que serão apresentadas ao longo de setembro.

“O que podemos dizer por enquanto é que tudo será feito com a maior responsabilidade. A saúde das pessoas está em primeiro lugar e nós, enólogos do Brasil, temos esta consciência e, assim como precisamos nos reinventar ao elaborar novos vinhos, também estamos nos adaptando para oferecer uma experiência que continuará sendo inesquecível”, assegura Salvador.

Novidades no cálice

As novidades já aparecem nas Categorias de Vinhos, com a criação de uma categoria específica para Vinhos Rosés Finos Secos. A segunda inovação é que a Categoria Vinhos Tintos Finos Secos passa a aceitar, além de 100% varietais, vinhos com corte de uvas tintas finas.

As outras quatro categorias seguem inalteradas: Vinhos Base para Espumante, Vinhos Brancos Finos Secos Não Aromáticos, Vinhos Brancos Finos Secos Aromáticos e Vinhos Tintos Finos Secos Jovens.

A saber: a Avaliação Nacional de Vinhos é considerada a maior degustação de vinhos de uma safra do mundo.