Caxias do Sul 05/12/2021

Meio século sem o REI LAGARTO

Há 50 anos, o palco mundial do rock and roll perdia o carisma cênico de JIM MORRISON, o líder do THE DOORS
Produzido por Marcos Fernando Kirst, 02/07/2021 às 10:53:11
Meio século sem o REI LAGARTO
Foto: DIVULGAÇÃO

POR MARCOS FERNANDO KIRST

Os dias de poesia, música, rock, festas e fama de James Douglas Morrison se encerraram precocemente dentro de uma banheira em um hotel em Paris, na noite de 3 de julho de 1971, cinco décadas atrás. A “causa mortis” oficial apontava um ataque cardíaco, mas todos sabem que foi ocasionado por uma overdose de heroína.

Naquela noite, o planeta movido a rock and roll perdia um de seus maiores ícones: o norte-americano Jim Morrison, líder, fundador, vocalista e compositor da banda The Doors, que surgiu nos Estados Unidos em 1965, na esteira da renovação do gênero em seu país de origem, após a retomada protagonizada pelos artistas britânicos (Beatles, Rolling Stones, Cream, Led Zeppelin, Pink Floyd e outros). Morria aos 27 anos, ajudando a criar o mito trágico que envolve a idade na cena rock, que arrebatou também Jimi Hendrix (em 1970), Janis Joplin (em 1970), Kurt Cobain (em 1994) e Amy Winehouse (em 2011), entre outros.

Morrison e seu The Doors deixaram um legado musical sólido na história do rock em suas curtas carreiras. A banda, formada em 1965 e dissolvida em 1973, gravou apenas oito álbuns de estúdio (os dois últimos, somente com os três membros remanescentes e sem sombra do talento dos anteriores). Sua qualidade reside nas letras poético/filosófico/musicais de Morrison, nos arranjos instrumentais geniais dos três músicos da banda e nas performances cênicas xamanísticas de Jim no palco, apelidado como o “Rei Lagarto”, com sua voz grave empostada inconfundível.

Ray Manzarek, o tecladista, responsável por linhas melódicas inconfundíveis (basta escutar os primeiros segundos da introdução que ele faz com seu órgão elétrico em “Light My Fire” para todos imediatamente reconhecerem a música), morreu em 2013. O guitarrista (autor, aliás, de “Light My Fire”) Robby Krieger (76 anos) e o baterista John Densmore (76 anos) seguem ativos em suas carreiras solo.

Atrás de Jim , da esquerda para a direita, os Doors

Robby Krieger, Ray Manzarek e John Densmore (Foto: Divulgação)

Para homenagear a memória de Jim Morrison, nada melhor do que revisitar alguns dos maiores sucessos do The Doors. SENTE O SOM (selecionamos uma faixa de cada um dos seis primeiros discos da banda):

LIGHT MY FIRE

PEOPLE ARE STRANGE

LOVE STREET

TOUCH ME

QUEEN OF THE HIGHWAY

L.A. WOMAN