Caxias do Sul 30/10/2020

LUTO NO JORNALISMO: morreu o ex-locutor esportivo Celestino Valenzuela

Jornalista estava aposentado desde 1989 e morreu aos 92 anos, de causas naturais, na noite desta quinta-feira
Produzido por Marcos Fernando Kirst, 16/10/2020 às 07:13:21
LUTO NO JORNALISMO: morreu o ex-locutor esportivo Celestino Valenzuela
Foto: DIVULGAÇÃO

Celestino Valenzuela morreu na noite desta quinta-feira (15/10) no Hospital São Francisco da Santa Casa de Porto Alegre, onde estava internado já há algumas semanas. Aos 92 anos de idade e longe dos microfones há mais de três décadas (retirou-se de campo para os vestiários da aposentadoria ainda em 1989), Valenzuela seguia sendo um dos maiores ícones do jornalismo esportivo do Rio Grande do Sul, área em que se consagrou como narrador especialmente dos jogos da dupla Gre-Nal.

Ficou imortalizado pelo bordão que criou, “queeeee lance!”, exclamado sempre que a emoção invadia o torcedor em momentos cruciais das partidas. Criou outro bordão específico para os gols: “balançou a rede!”. Era a voz da TV nos jogos gaúchos, especialmente nas décadas de 1970 e 1980.

Valenzuela sofreu um infarto em 9 de junho deste ano, data em que celebrava a chegada de seus 92 anos de idade, e precisou ser hospitalizado. De lá para cá, enfrentou uma série de complicações e acabou falecendo de causas naturais. Celestino Moreira Valenzuela era natural de Alegrete, onde nasceu em 1928. Sua irmã gêmea, Alice, viveu apenas seis meses.

Trabalhou nas rádios Itaí, São Gabriel, Farroupilha, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Gaúcha e na RBS TV, onde foi apresentador do programa “RBS Esporte”. Para manter a imparcialidade frente aos torcedores da dupla Gre-Nal, passou a carreira toda afirmando ser um apaixonado torcedor do clube Aimoré, de São Leopoldo. Na aposentadoria, dedicava-se a seu passatempo do coração, a pesca esportiva.

Seu corpo será velado nesta sexta-feira (16/10) na Capela do Crematório Metropolitano de Porto Alegre.