Caxias do Sul 23/10/2021

Escritor africano ganha o Nobel de Literatura 2021

Romancista Abdulrazak Gurnah, de 72 anos, é natural da Tanzânia e mora na Inglaterra desde 1968
Produzido por Marcos Fernando Kirst, 07/10/2021 às 08:55:06
Escritor africano ganha o Nobel de Literatura 2021
Anúncio do nome do escritor Abdulrazak Gurnah foi feito pela Academia sueca na manhã desta quinta-feira, 7 de outubro
Foto: DIVULGAÇÃO

A Academia Sueca anunciou na manhã desta quinta-feira, 7 de outubro, o nome do laureado com o Prêmio Nobel de Literatura 2021: o escritor africano radicado na Grã-Bretanha Abdulrazak Gurnah, de 72 anos.

Ele recebe, além das honrarias históricas, um prêmio em dinheiro no valor de 10 milhões de coroas suecas, equivalente a cerca de R$ 6,1 milhões.

Gurnah nasceu em 20 de dezembro de 1948 em Zanzibar, região da Tanzânia, na África Oriental. Migrou para a Inglaterra aos 20 anos de idade, em 1968, como refugiado, estudou e formou-se professor de Literatura Inglesa. No início da década de 1980, lecionou em uma universidade na Nigéria, de onde retornou à Inglaterra para obter seu PhD em 1982. Atualmente, Gurnah trabalha como professor e diretor de estudos de pós-graduação no Departamento de Inglês.

Conforme divulgou a Academia, o prêmio foi concedido a ele "por sua penetração intransigente e compassiva dos efeitos do colonialismo e do destino do refugiado no abismo entre culturas e continentes."

O escritor começou sua carreira literária aos 21 anos de idade e, desde então, já publicou dez livros e diversos contos, tendo como principal tema a questão dos refugiados no mundo. Seu livro de estreia foi lançado em 1987: “Memórias da Partida”. Entre seus romances subsequentes constam "O Caminho do Peregrino" (1988), "Dottie" (1990), "Paraíso" (1994), “Admirando o Silêncio” (1996), “Junto ao mar” (2001), “Deserção” (2005), “O último presente” (2011), “Gravel Heart” (2017) e “Afterlives” (2020). Em 2006, publicou a coletânea de contos intitulada “Minha mãe morava em uma fazenda na África”.

A Editora Difel, de Lisboa, publicou “Junto ao Mar” em português. Não constam livros de sua autoria publicados por editoras brasileiras, até o momento.