Caxias do Sul 18/08/2022

Malharia investe R$ 60 milhões em novo complexo com túnel subterrâneo em Farroupilha

Com a ampliação, empresa gera 50 novos empregos diretos e projeta aumentar em 50% o faturamento. São produzidas 3 mil peças por dia
Produzido por Silvana Toazza, 07/03/2022 às 10:20:51
Malharia investe R$ 60 milhões em novo complexo com túnel subterrâneo em Farroupilha
Prédio terá showroom de dois andares para lojistas
Foto: Luís Henrique Bisol

Os 35 anos da serrana Biamar são comemorados conjugando o verbo “expandir”. A empresa familiar inaugura na próxima segunda-feira (14 de março) um novo complexo em Farroupilha, consolidando a marca como uma das mais importantes no segmento de malhas e tricots do Brasil.

O investimento ultrapassa os R$ 60 milhões e resulta em 22.681,70 m² entre o antigo e o novo prédio, que são interligados por um túnel subterrâneo e por uma passarela. Foram quase oito anos de desenvolvimento, entre a aquisição do terreno, projeto arquitetônico e conclusão da obra. Detalhe: uma nova rodada de expansão está a caminho, já que outros 3 mil m² já foram aprovados para construção e as obras devem começar em breve.

Dividido em seis andares, o novo edifício abrigará loja de dois pisos, estoque de produtos a pronta entrega, depósito, setores comercial, financeiro, administrativo, criativo e de marketing, salas de reuniões, auditório para treinamentos e docas para entrada de caminhões. De forma provisória, o espaço acomodará também a tecelagem e passadoria, até a conclusão da ampliação da sede anterior, quando voltarão para o local.

Assinado pela arquiteta Lisana Maggioni, o novo prédio da Biamar conta ainda com estacionamento coberto para carros, ônibus e vans e áreas preparadas para excursões comerciais, com copa e ambientes de descanso para guias e lojistas. No próximo ano, a grife gaúcha também inaugurará no endereço o museu Nossa História.

470 funcionários e 10 mil clientes

Com atendimento exclusivo para lojistas (atacado), a nova sede da Biamar foi projetada para oferecer melhores condições de trabalho aos 470 colaboradores da empresa - sendo 370 deles com atuação presencial no espaço - e uma infraestrutura completa para os 10 mil clientes lojistas ativos da marca.

Atualmente, os principais mercados consumidores da Biamar são os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Além dos lojistas, desde 2018, comercializa seus produtos através de e-commerce próprio.

Marca lança a coleção-cápsula “Terra”, com matérias-primas naturais (foto: Eduardo Carneiro)

“A nova sede foi planejada para atender melhor o cliente lojista, que sai da sua casa, da sua cidade para vir até Farroupilha fazer as compras para a sua loja. Queríamos oportunizar uma experiência melhor, um atendimento mais satisfatório e um mix maior de produtos. Com a ampliação do espaço também poderemos desenvolver e lançar várias outras linhas, algumas das quais já estão em desenvolvimento”, explica o diretor Itacir Ari Marmentini, que divide a sociedade do grupo Biamar com a irmã, Devilda Marmentini Biazoli, e com o cunhado Segundo Biazoli. Além da grife homônima, a companhia é detentora das marcas aBênção, BlackPool e Urbanity.

A infraestrutura foi pensada em detalhes, desde a fachada, que remete às tramas, a iluminação que acolhe até as plantas, com flores e árvores que trazem os conceitos da aromaterapia. Os ciprestes e as araucárias, que precisaram ser retirados e foram extraídos com a autorização dos órgãos ambientais, foram transformados em mobiliário e também estilizaram algumas paredes da loja.

Marca produz mais de 3 mil peças por dia

Com o novo prédio, a Biamar vai duplicar a área industrial e quadruplicar o tamanho da loja, com produtos a pronta entrega e 27 caixas para atendimento. Com a ampliação, a companhia está gerando 50 vagas de empregos diretos e projeta ampliar em 50% o faturamento. Mesmo durante a pandemia, a marca se desafiou a lançar novos produtos, resultando numa expansão de 40% na receita.

A Biamar conta com 108 teares da empresa japonesa Shima Seiki, uma linha de tecelagem em funcionamento 24 horas e produz mais de 3 mil peças por dia.