Caxias do Sul 27/02/2021

Clássico da literatura serrana agora em e-book

“O Quatrilho”, de José Clemente Pozenato, celebra 35 anos com versão em formato digital
Produzido por Marcos Fernando Kirst, 10/07/2020 às 16:20:43
Clássico da literatura serrana agora em e-book
Pozenato: das teclas da máquina de escrever ao e-book
Foto: Marcos Fernando Kirst

POR MARCOS FERNANDO KIRST

No princípio, veio o livro, impresso em primeira edição no ano de 1985. Depois, ao longo dos anos, em avalanche, vieram a peça teatral, o filme e a ópera. Agora, chega a vez do e-book. Cada plataforma artística causando impacto diferente no público, sempre extasiado com a original trama da história de “O Quatrilho”, de autoria do escritor serrano José Clemente Pozenato, nascido em São Francisco de Paula, mas detentor do título de Cidadão Caxiense, em reconhecimento ao patrimônio cultural que vem legando à cidade e à região em seus 82 anos de vida.

Oito décadas e uma extensa obra literária produzida, tendo sempre como pano de fundo e foco principal o ambiente da colonização italiana na região da Serra Gaúcha e seus desdobramentos. Neste ano em que sua magnum opus celebra seus 35 anos de existência, os leitores passam a ter acesso a “O Quatrilho” no formato digital, e-book, disponível para aquisição e download nos sites da Amazon e da Kobo, ao preço de R$ 40,00 (confira os links de acesso ao final da matéria).

A obra no formato digital sai com o selo da editora porto-alegrense AGE, comandada pelo empresário Paulo Ledur, que já está trabalhando na publicação em breve, também em e-book, dos outros dois livros da trilogia concebida por Pozenato: “A Cocanha” e “A Babilônia”. Ledur analisa que essa é a tendência que vai se consolidando no universo editorial no Brasil e no mundo, e já era hora de a obra de Pozenato passar a estar disponível nessa plataforma para os leitores.

“Aproveitamos o ano de aniversário de 35 anos de lançamento de `O Quatrilho´ para também fazer uma reimpressão em papel em tiragem menor e também atenderemos aos clientes por demanda”, explica Ledur.

Pozenato está animado com a iniciativa. Tanto é que, especialmente para esta edição virtual do livro, produziu uma cena inédita ao final da trama de “O Quatrilho”, que não existia no texto original. “São dois parágrafos apenas, que escrevi agora, fazendo uma transição dos personagens para a sequência da história, que o leitor encontrará em ´A Babilônia´”, explica o escritor.

Enquanto isso, Pozenato segue escrevendo mais uma aventura de seu Comissário Pasúbio, que volta à cena para desvendar um novo mistério policial que sacode a Serra Gaúcha (leia detalhes AQUI).

Para adquirir O QUATRILHO em e-book, acesse:

KOBO

AMAZON