Caxias do Sul 05/12/2021

Causos gauchescos ao som de gaitas resgatam histórias, fatos e feitos

Festival Música de Rua traz cinco novos episódios documentais online e dois shows ao vivo na Praça Dante Alighieri
Produzido por redação, 20/11/2021 às 07:47:06
Causos gauchescos ao som de gaitas resgatam histórias, fatos e feitos
A trajetória de Itajiba Matana (E) resgatada pelo trabalho de Rafael De Boni (D)
Foto: DIVULGAÇÃO

Em sua terceira temporada, a série Causos e Gaitas, produzida pelo Festival Música de Rua e com apresentação do músico Rafael De Boni, lança cinco novos episódios e realiza dois concertos ao vivo.

Os novos encontros que misturam boa música e muitas histórias começam a ser exibidos em formato online a partir do dia 24 de novembro nas redes sociais, canal do YouTube (AQUI) e site do festival (AQUI). Já as duas apresentações serão realizadas dias 5 e 12 de dezembro, no palco da 37ª Feira do Livro de Caxias do Sul, na Praça Dante Alighieri.

Para essa nova temporada, além da música da Serra Gaúcha, Rafael De Boni viajou para a fronteira com o Uruguai, onde documentou aspectos e personagens importantes de lá também. A proposta foi buscar naquele sotaque o pulso do bandoneon, instrumento da mesma família dos acordeons, além de tentar descobrir por que é tão difícil reproduzir essa musicalidade na gaita.

Os cinco novos episódios da série Causos e Gaitas são os seguintes:

Daltro Bertussi, a Essência da Música Bertussi (24 de novembro) – Daltro é filho de Honeyde Bertussi e tocou com o pai após o fim da dupla com Adelar Bertussi. Nesse episódio, Daltro conta como foi a sua contribuição para a música que mais identifica a Serra Gaúcha e abre a gaita de seu pai para revelar um segredo!

A tradição musical da família Bertussi nas teclas de Daltro, filho de Honeyde (Foto: Divulgação)

Julián Dutra, o Homem que Ressuscita Bandoneons (30 novembro) – Julián é uruguaio de Rivera e, além de sólida carreira na tradicional música uruguaia, trabalha numa oficina, ou melhor, num “hospital” de bandoneons. Suas mãos já salvaram mais de 500 instrumentos.

Julián Dutra, o uruguaio ressuscitador de bandoneons (Foto: Divulgação)

Carol Cáceres, Cantante de Frontera (3 de dezembro) – Carol é filha de uruguaio com uma brasileira. Leva sua vida e faz sua música tendo de lidar com essa identidade que não é nem brasileira, nem uruguaia: é de fronteira!

Itajaíba Matana, Memórias de um Cobra do Teclado (7 de dezembro) – Itajaíba é um músico exímio, um virtuose do acordeom. Integrou o grupo Os Cobras do Teclado e, nesse episódio, busca rememorar a trajetória do grupo que teve destaque nos anos 1960 e 1970 em todo o Rio Grande do Sul. Itajaíba sofre de Alzheimer e conta com a ajuda de sua esposa e de seu discípulo musical para buscar as memórias que o colocaram no rol dos maiores instrumentistas do Estado, tendo deixado gravado seu nome na galeria de honra da autêntica música gaúcha.

Eleonardo Caffi, o Mestre dos Mestres (9 de dezembro) – Não há dúvida que a música da Serra Gaúcha foi lapidada pelo imigrante italiano Eleonardo Caffi e pelo seu trabalho junto ao Conservatório Musical Rossini. Foi professor de Adelar Bertussi, de Gilney e Daltro Bertussi, além de Paulo Siqueira, entre outros. Sua influência vai muito além do acordeom e dos limites das montanhas do Sul do Brasil.

A série Causos e Gaitas tem direção de Daniel Vargas, pesquisa e apresentação de Rafael De Boni e produção de Luciano Balen

Concertos - Os dois concertos previstos terão propostas e artistas distintos nos quais importantes personagens da Música de Raiz do Rio Grande do Sul saem das mídias digitais e da história da música de Caxias do Sul para o palco da Feira do Livro. Nas duas apresentações previstas, Rafael De Boni conta causos da música da Serra e toca com seus convidados.

Para a apresentação do dia 5 de dezembro, às 16h30min, a gaita serrana é o tema do encontro que reúne Rafael De Boni e os músicos Gilney Bertussi, Paulo Siqueira e Valdir Verona.

No dia 12 de dezembro, às 16h30min, o tema são os Ternos de Reis, as louvações ao Divino e a música feita no distrito de Criúva, na pequena localidade de São Jorge da Mulada. Rafael De Boni contará as histórias dessa localidade que é fonte inesgotável de música há mais de 100 anos. Participam desse concerto Valdir Verona e violeiros convidados João Itamar dos Reis e Jorge Boca de Sino, entre outros.

A produção musical dos espetáculos é de Rafael De Boni e a direção é de Luciano Balen.

O projeto conta com o financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Caxias do Sul, tendo como parceiros Sanmartin, Plásticos Pisani, Metadados e Fundação Marcopolo.