Caxias do Sul 23/10/2021

A Revolução de 1923 chega às telas em Caxias do Sul

Baseado em fatos reais, documentário "Escondidos" estreia na segunda-feira, dia 27 de setembro
Produzido por redação, 25/09/2021 às 09:51:53
A Revolução de 1923 chega às telas em Caxias do Sul
Foto: Lidiane Soares

O documentário “Escondidos” empreende uma viagem ao passado, mais precisamente quando a Revolução de 1923 chega à Serra Gaúcha, fazendo um recorte do famoso fato histórico e suas influências no cenário da região.

O lançamento da produção acontece dia 27 de setembro, segunda-feira, com início previsto para as 19h, na modalidade online. A realização é do XVII Colóquio no Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, em parceria com a equipe do documentário.

Para acompanhar, basta acessar o link AQUI

Durante o conflito que chacoalhou o solo gaúcho, muitos cidadãos de Caxias do Sul se viram obrigados a tomar posição ao lado de Borges de Medeiros (então Presidente do Rio Grande do Sul, líder dos Chimangos) ou de Joaquim Francisco de Assis Brasil (o revolucionário líder dos Maragatos). Os que ficaram sem tomar partido se tornaram alvo tanto para Maragatos quanto para Chimangos, que invadiam suas propriedades para saquear a produção.

Muitas vezes, os combatentes de ambos os lados "convocavam" homens e jovens a se juntar à sua causa e a simples recusa poderia significar uma sentença de morte. Com medo, a população adota atitudes desesperadas, tanto na cidade quanto no campo, escondendo animais e mantimentos.

Obra retrata a forma como o episódio histórico afetou as populações locais (Foto: Lidiane Soares)

Esse é o clima apresentado nas cinco histórias que compõem o documentário. A produção visa retratar como foi esse período para a região, as dificuldades, desafios do dia a dia, bem como as relações humanas. As histórias relatadas pelas pessoas foram sendo passadas de geração em geração e estavam caindo no esquecimento.

O documentário promove, assim, o resgate e a preservação da memória. Para tornar tudo o mais real possível, a produção de época contou com treze atrizes e atores, mais de vinte figurantes e seis locações de Caxias do Sul.

O projeto “Escondidos” nasceu por meio de pesquisas do banco de Memória Oral do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, assim como referências fotográficas fornecidas pelo setor da Fototeca.

Locações do interior da Serra serviram de cenários para as filmagens (Foto: Milene Rostirolla)

“A equipe do Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami, de Caxias do Sul se mostrou essencial para a consolidação deste projeto e também para os futuros", explica Gustavo Fabião, idealizador do projeto.

O documentário "Escondidos" foi contemplado pelo edital Criação e Formação - Diversidade das Culturas, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura (Sedac) em parceria com a Fundação Marcopolo. Após a exibição, o documentário será disponibilizado ao Arquivo Municipal João Spadari Adami, para integrar seu acervo de memória audiovisual.