Caxias do Sul 28/09/2021

Uma literária caixa de guardar prêmios

Escritor bassanense coleciona premiações literárias nacionais com livros de crônicas e de contos
Produzido por Marcos Fernando Kirst, 01/09/2020 às 15:57:16
Uma literária caixa de guardar prêmios
Foto: DIVULGAÇÃO

Por MARCOS FERNANDO KIRST

Por que razão escolher para ler, entre tantas e tantas opções, a obra de um autor gaúcho, nascido em uma cidadezinha serrana, ainda relativamente pouco conhecido da grande mídia, apesar de colecionar prêmios importantes com dois de seus livros? Ora, por uma única razão, exatamente aquela que nos faz selecionar determinado título para ler, em detrimento dos outros tantos aqueles ali evocados: porque ele escreve bem. Muito bem!

“Caixa de Guardar Vontades” é o título do livro de crônicas do escritor Emir Rossoni, nascido em Nova Bassano em 1975, que surpreende pelo estilo telegráfico permeado de uma bem-humorada iconoclastia que convida o leitor a mergulhar na sucessão de ideias provavelmente no mesmo ritmo do jorro criativo com que o autor as produziu. A relação do escritor com o mundo que o cerca, as impressões que ele lhe causa e as conclusões a que chega a partir disso são os fios condutores das 34 crônicas equilibradamente divididas nas duas seções semitemáticas da obra, intituladas “Dentro da Caixa” e “Fora da Caixa”.

Em alguma possível caixa que imagino existir na morada do autor, devem estar guardados os prêmios que o livro já amealhou desde o lançamento, em 2018, pela Telucazu Edições: o Açorianos de Literatura em 2018 e o Prêmio Guarulhos Livro do Ano em 2019. Conquistou ainda segundo lugar como Escritor do Ano 2019 no Prêmio Guarulhos; foi finalista no Prêmio AGES Livro do Ano 2019 e finalista no Prêmio Minuano de Literatura em 2019. Eita!

A esse volume de crônicas soma-se o de contos, “Domanda Nísio”, lançado pela mesma editora em 2019, naquele ano vencedor do Prêmio Governo de Minas Gerais. As tramas têm em comum o pano de fundo, a pequena Nova Bassano natal do autor, chamada pelos personagens de Bassano.

Emir Rossoni é mestre em Escrita Criativa pela PUCRS e também trabalhou como redator e na função de planejamento publicitário. Ministra há 3 anos a oficina de criação literária “As duas histórias do conto”, em Porto Alegre, onde reside.

TRECHO

De “Agur”, em “Caixa de Guardar Vontades”:

“Talvez tenha sido por vaidade, ou por medo. Nutrir esses sentimentos por vezes nos protege dos outros. No entanto, do que eles mais nos protegem, tende a ser da felicidade. Você não conseguiu falar comigo em pessoa. Ou pessoalmente. Você pode não ter conseguido fazer um Skype. Mas há certas coisas que são pouco necessárias. Outras, podem ser percebidas através dos olhos. Mesmo que nada seja dito. Mesmo que você esteja distante. E os olhos que vejo agora no espelho sejam os meus”.

SERVIÇO

Valor dos livros: R$ 40,00 cada

Onde podem ser adquiridos: Direto com o autor, contato pelas redes sociais Facebook e Instagram.

E-mail: emirross@hotmail.com

Livrarias em Porto Alegre: Bamboletras, Taverna e na Estação Cultural MEME Santo de Casa.

Internet: Amazon