Caxias do Sul 27/05/2022

Um semeador de ideias a serviço da vida agrícola

Forqueta recebe a exposição itinerante sobre a trajetória do destacado agrônomo e naturalista José Zugno
Produzido por redação, 05/05/2022 às 10:44:08
Um semeador de ideias a serviço da vida agrícola
O naturalista José Zugno em meio a uma plantação de tungue
Foto: Stúdio Dal Ponte – Acervo José Zugno

A mostra que retrata a vida e obra do agrônomo, naturalista, ambientalista, pesquisador, professor e escritor José Zugno (17/02/1924 – 09/02/2008) será atração paralela do Filó Comunitário, que acontece na Capela São Virgílio, no Distrito de Forqueta, no próximo dia 8 de maio (domingo), às 15h.

O Filó integra o Projeto Forqueta Cultural, realizado pelo Ponto de Cultura Costurando Sonhos e pela Varsóvia Educação e Cultura. A exposição será exibida junto ao Salão Comunitário da Igreja de São Virgílio e vai permanecer no local até o dia 15 de maio.

José Zugno foi pioneiro no desenvolvimento técnico da área rural que resultou no município de Caxias do Sul transformar-se em líder no Estado na produção de hortifrugranjeiros, entre outras culturas de destaque. Suas iniciativas foram um divisor de águas no aperfeiçoamento e diversificação de culturas como a uva, e na qualificação técnica dos agricultores para a produção de alimentos, impulsionando o desenvolvimento agrícola na região.

Esse processo vivido no meio rural, bem como outras ações na área urbana, é contado na exposição “José Zugno - Um Semeador de Ideias a Serviço da Vida Agrícola”, através de painéis temáticos ricamente ilustrados por textos e imagens exclusivas coletadas ao longo de 60 anos, pertencentes ao seu vasto acervo pessoal.

A mostra em Forqueta contará com painéis exclusivos sobre o trabalho de José Zugno naquela região. Exemplo disso são as imagens de plantios e de colheitas de tungue, cultura que contou com grande inventivo do agrônomo como forma de complemento de renda para os produtores rurais. José Zugno foi sócio-fundador da Cooperativa dos Plantadores de Tungue Paulo Monteiro de Barros (Cotung), em 1949, e seu diretor–presidente por mais de 30 anos.

A exposição é resultado de mais de dez anos de resgate, organização e catalogação do acervo de José Zugno realizados por seu filho Ricardo Zugno. A iniciativa conta com financiamento da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (LIC) e apoio cultural das Empresas Randon S.A., Instituto Elisabetha Randon, Racon Consócios, Pátio da Estação. Também são parceiros deste projeto Mebrafe Soluções em Refrigeração Industrial e Associação dos Engenheiros Agrônomos da Encosta Superior do Nordeste – AEANE.

SERVIÇO

Exposição: José Zugno - Um Semeador de Ideias a Serviço da Vida Agrícola

Data: Abertura em 8 de maio de 2022, às 15h. Permanece até o dia 15 de maio.

Local: Salão de Festas da Igreja de São Virgílio – Forqueta - Caxias do Sul

Ficha Técnica: Pesquisa e coordenação de Ricardo Tando Zugno; curadoria e conteúdos de Vera Mari Damian; design gráfico de Ernani Carraro; reprodução e tratamento de imagens de Liliane Giordano; produção cultural de Claudio Troian e captação por Capta Ação – Gestão de Projetos.