Caxias do Sul 05/08/2020

Estacionamento central muda de gestão e inclui acesso pela Sinimbu

Espaço antes administrado pela Deltasul, no antigo Shopping Triches, é reassumido pela TriParking
Produzido por Silvana Toazza, 15/07/2020 às 20:07:33
Estacionamento central muda de gestão e inclui acesso pela Sinimbu
Clientes foram surpreendidos pelo novo acesso
Foto: Diego Oselame

O estacionamento que fica junto à megaloja da Deltasul (no antigo Shopping Triches), no centro de Caxias do Sul, voltou às mãos da TriParking, que já sinaliza uma importante mudança. Agora, além do acesso pela Os Dezoito do Forte, os motoristas foram surpreendidos com o ingresso direto pela Rua Sinimbu, ao lado da loja.

A Deltasul havia assumido o estacionamento junto com a locação do prédio, com foco exclusivamente em clientes próprios em compras. Passados dois anos, e impactada pelas medidas de restrição contra a Covid-19 e o vaivém de decretos, abrindo e fechando o comércio, a rede de móveis e eletroeletrônicos tomou a decisão de devolver o estacionamento para que volte a ser gerido pela TriParking, que já o havia comandado de 2015 a 2018.

A informação foi repassada ao site por Diego Oselame, proprietário da TriParking, que comemora a geração de três empregos diretos. O estacionamento rotativo coberto foi reformulado e conta com a parceria da Deltasul, mas também está aberto ao público em geral, com vagas cobertas inclusive para mensalistas de dia e à noite, além de convênio com o varejo próximo. Tem capacidade para 100 carros.

No total, sete estacionamentos e 15 empregos

Além de reassumir o estacionamento do antigo Triches, a TriParking opera outros seis estacionamentos: no complexo Fabbrica, no pub com temática militar P-47, no Colavoro Sanvitto, na Marechal Floriano e na Júlio de Castilhos, ambos próximos à Caixa Federal, e na Rua Garibaldi, com mural dos grafiteiros Fábio Panone Lopes e Henrique Padilha.

No total, os sete estacionamentos geram 15 empregos diretos. Sobre o cenário, Oselame diz que há muita informalidade na concorrência aliada ao contexto de incertezas.

“O momento é de muitas mudanças: venda de pontos, aluguéis em baixa e várias demissões. Tivemos queda de 80% no faturamento em abril e agora sofremos uma baixa de 35% em relação ao mesmo período do ano passado”, lamenta, enquanto aposta na ampliação da empresa.