Caxias do Sul 01/12/2020

Empresa caxiense fechará 2020 com crescimento de 50% e novas contratações

Magnani Luz e Energia, com lojas em Caxias e em Torres, amplia frentes de atuação e chega aos 50 anos com o pé no acelerador
Produzido por Silvana Toazza, 31/08/2020 às 20:03:47
Empresa caxiense fechará 2020 com crescimento de 50% e novas contratações
Os sócios Paulo Magnani, Carlos Magnani, Angélica Magnani e Mauro Cendron na matriz, em Caxias
Foto: Gilmar Gomes

Uma das mais tradicionais empresas de materiais elétricos, iluminação e energia solar do Estado comemora seus 50 anos de história em 2020 irradiando força no mercado e confirmando que tradição e inovação devem andar juntas.

A Magnani Luz e Energia é formada por três unidades de negócios, duas em Caxias do Sul (no mesmo prédio, ficam a loja voltada ao atendimento ao consumidor e o espaço destinado a clientes corporativos) e outra em Torres, que atende a região litorânea gaúcha - essa última aberta há 10 anos. A marca rima o tempo de existência com o número de funcionários. Hoje, emprega cerca de 50 profissionais entre as duas operações.

Em meio à crise da Covid-19, o empreendimento precisou readequar os custos e trabalhar de forma mais assertiva, mas, como está inserido em um setor considerado essencial, o impacto dos decretos de fechamento do comércio foi minimizado. Mesmo assim, foi necessária uma estratégia de pulverização de mercado bem como a mudança no processo de capacitação para aproximar profissionais da área elétrica e clientes, oferecendo uma melhor experiência de compras, o que mostrou-se fundamental e impactou positivamente na venda de soluções em materiais elétricos.

Da mesma forma, a preocupação com a diminuição de custos e a otimização de recursos naturais vêm puxando investimentos empresariais em energia solar, destaca Carlos Magnani, diretor de Eficiência Energética.

Tanto que, na contramão do mercado, a Magnani projeta fechar 2020 com crescimento de mais de 50% no faturamento. De olho na retomada dos negócios com mais força a partir de setembro, especialmente na construção civil e nas amplas soluções em eficiência energética para todo o tipo de consumidor e suprimentos elétricos para indústrias, a empresa já iniciou o processo de contratação de profissionais. A meta é reforçar a equipe com pelo menos 10 profissionais na área comercial entre as duas lojas até o final do ano.

Paulo Magnani está na gestão da empresa (crédito da foto: Gilmar Gomes)

37 anos sob o comando dos sucessores

Nascida como Cemin & Cia Ltda, a Magnani foi adquirida de um cunhado por Alcides Orestes Magnani (já falecido) em 1983, com a intenção de gerar empregos a seus próprios filhos, já que as oportunidades de trabalho eram escassas na época.

O novo dono, então, trocou o nome da empresa e agregou a presença de sucessores, que estão envolvidos no negócio há 37 anos. Quem responde pela gestão é Paulo Magnani, empresário reconhecido que já foi presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Caxias do Sul. Ao lado dele, como braços direitos, estão os irmãos Angélica e Carlos Magnani, além do sócio Mauro Cendron.

Mas como uma empresa consegue chegar à longevidade em tempos de fechamento de estabelecimentos?

“Nós sempre buscamos soluções para o cliente. Não só em produto, mas em serviço, suporte técnico. A gente tem experiência, mas estamos em constante readequação, inovação. Todo dia surge algo novo”, informa Paulo Magnani, atualmente presidente do Conselho de Administração e diretor geral da Magnani, que está em processo de estruturação de seu plano de sucessão, já que mantém as raízes familiares, mas atua de forma profissionalizada.

O empresário recorda que, ao longo das décadas, passou por muitos planos econômicos e tem lembrança aguçada da época da inflação, quando os preços dos itens eram atualizados a lápis numa lista e, no dia seguinte, precisavam ser apagados e remarcados.

Outra memória afetiva refere-se à chegada da máquina de telex à loja (“era o nosso WhatsApp”, brinca), e foi intimado a ir a Porto Alegre ensinar o uso da nova tecnologia a um amigo empresário do mesmo setor.

“Nessas cinco décadas, partimos de uma empresa de balcão para uma empresa com fornecedores líderes de mercado, atuando com excelência aos moldes de players internacionais”, orgulha-se Paulo Magnani.

Muito além de materiais elétricos

Embora esteja no DNA da empresa o fornecimento de materiais elétricos, a Magnani Luz e Energia expandiu muito seu raio de atuação, com presença em outros segmentos. Entre eles, constam os setores de projetos para indústrias e construção civil, sistemas inovadores de energia solar e eficiência energética, carregadores para veículos elétricos, soluções em iluminação e automação virtual como qualidade de vida e trabalho.

A tecnologia está transformando rapidamente essa área, com soluções personalizadas e a inovação conhecida como “internet das coisas” (comandos remotos de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos via celular). Em sintonia com esse novo mundo, a empresa tem buscado inovações junto aos principais fornecedores e em grandes feiras mundiais, das quais Paulo Magnani era assíduo frequentador antes da crise da Covid-19.

“Fornecemos um conjunto de soluções da geração de energia elétrica ao consumo, abrimos recentemente nossa ‘unidade indústria’ para atender soluções customizadas em montagens elétricas e usinas solares estruturadas para os mais diferentes tamanhos e perfis de clientes. Qualidade eu já não falo, pois isso é lei, é um compromisso que está dentro da gente”, declara o empresário, referindo-se a um portfólio hoje formado por 20 mil itens a pronta-entrega, em estoque, número que duplica incluindo os materiais especiais, sob encomenda.

Magnani Luz e Energia

Caxias do Sul: Avenida Rubem Bento Alves, 4.549, Perimetral Norte, bairro Santa Catarina

Torres: Avenida Barão do Rio Branco, 876, Centro