Caxias do Sul 18/08/2022

A receita de sucesso da mais longeva hamburgueria caxiense

Nascido como trailer de cachorro-quente junto à Festa da Uva de 1972, Baitakão comemora nesta segunda-feira 50 anos de história com pausa inédita do restaurante para festejar com os 57 funcionários
Produzido por Silvana Toazza, 14/02/2022 às 10:18:15
A receita de sucesso da mais longeva hamburgueria caxiense
Ivo Posser e João Antonio Leidens dividem a gestão
Foto: Eddy Sangalli

POR SILVANA TOAZZA

Mais longeva hamburgueria caxiense em atividade, o Baitakão comemora nesta segunda-feira (14/02) 50 anos de apetite e inovação no mercado gastronômico.

A poucos dias da abertura de mais uma edição da Festa da Uva, o restaurante tem uma história que frutificou junto ao maior evento da cidade. Sim, o BaitaKão apresentou o popular cachorro-quente, na época uma novidade, e tirou da chapa o primeiro lanche servido em trailer em Caxias do Sul na Festa da Uva de 1972.

Além dos tradicionais lanches, a casa, situada no bairro de Lourdes, serve uma variedade de pratos a la carte, incluindo baurus, filés, saladas e sobremesas, e ao meio-dia um completo bufê. Mas nesta segunda-feira o restaurante conhecido pelo atendimento elástico, aberto todo o ano (a marca fecha uma única noite, no dia 31 de dezembro), pausará sua atividade por um dia.

Exatamente isso: pela primeira vez em cinco décadas, estará de portas fechadas para reunir os 57 funcionários dos dois turnos para celebrar o aniversário, com coquetel e homenagens com premiações internas pelo tempo de serviço.

Os 50 anos do negócio também serão brindados com novos projetos e investimentos, pontuam os sócios-proprietários Ivo Posser, 72 anos, e João Antonio Leidens, 61. Confira mais detalhes saborosos desta história na entrevista exclusiva a seguir:

Ivo Posser e João Antonio Leidens junto ao desenho que retrata a estreia da marca em trailer (foto: Eddy Sangalli)

O que representa ao BaitaKão comemorar 50 anos num setor tão concorrido e com tanta empresa que fecha logo nos primeiros anos de vida?

João: É uma vitória conquistada com muita perseverança em pequenas ações diárias.

Ivo: Essa conquista é de todos que um dia passaram pelo BaitaKão, tanto colaboradores quanto clientes, pois o Baita não estaria comemorando 50 anos sem muita gente envolvida e comprometida.

Conte um pouco do início da empresa. De onde surgiu a ideia?

Ivo: O Baitakão surgiu junto à Festa da Uva de 1972, que foi a primeira transmissão em cores da TV brasileira. Naquela edição, trouxemos para Caxias o cachorro-quente, um produto inovador para a época. Éramos um trailer, e ficamos muito felizes de iniciarmos participando de uma festa de todos os caxienses.

Hoje o BaitaKão é a hamburgueria mais longeva em atividade de Caxias. Qual a receita?

Ivo: A receita é trabalho, trabalho e inovação. Precisamos nos remodelar diversas vezes ao longo dos anos, nos modelar às novas realidades. Realizamos diversos eventos no BaitaKão, para criar experiências ao cliente, como, por exemplo, o Festival do Peixe e Halloween. Sempre trabalhamos para fidelizar os clientes e conquistar novos, trazendo novidades e automação, sempre visando à perpetuação da empresa.

De que forma a crise da Covid-19 impactou nos negócios?

João: O setor da gastronomia foi um dos mais lesados por passar um tempo considerável fechado e com mais restrições. No começo pensávamos que seria um impacto de curto prazo, mas acabou sendo mais longo do que imaginávamos. Apesar de a venda por tele-entrega não parar e ter tido um aumento inicial, ela sozinha não supre as despesas da empresa e toda a estrutura que temos para atender presencialmente.

A imagem do setor foi colocada em xeque recentemente por conta da revelação de um esquema de venda de carne de cavalo. Como lidaram com esse baque?

João: Fomos o primeiro restaurante de Caxias do Sul a ter Certificado de Segurança Alimentar, e sempre estamos buscando a melhoria contínua, preocupados com a qualidade, sabor e segurança dos alimentos que produzimos. E nossos clientes sabem disso e confiam.

Como manter uma casa aberta todos os dias do ano e com horários tão flexíveis?

Ivo e João: Com uma equipe grande, capacitada e, principalmente, comprometida.

O empreendimento receberá novidades. Fale do Bier Garden.

João: Mudanças comportamentais, aceleradas pela pandemia, fizeram com que as pessoas buscassem mais ambientes abertos para convivência. Pensando nisso, decidimos criar um espaço que permite essa convivência ao ar livre. A ideia é oportunizar aos nossos clientes um lugar que englobe o Espaço Pet e o parquinho em um ambiente onde as pessoas possam relaxar e curtir e, claro, tirar fotos e postar nas redes. A previsão é de que a obra esteja concluída nos próximos 90 dias junto ao nosso atual endereço. Para isso, uma lotérica que funcionava no local já está sendo desmontada.

Os sócios se mantêm juntos há tantas décadas. Como conciliar essa gestão conjunta?

Ivo e João: Com respeito, aceitando as opiniões diferentes, sabendo quando ceder e, principalmente, com uma admiração mútua.

Há planos de expansão no horizonte. Nunca pensaram em transformar a marca em franquia?

Ivo: Franquia nunca foi uma aspiração nossa. Acreditamos que um negócio bem cuidado é a chave para o nosso sucesso.

Qual a previsão de crescimento em 2022?

Ivo: A pandemia nos fez ter de reavaliar muitas coisas e no momento estamos olhando o presente sem muitas projeções.

João: Buscamos manter o foco no cliente. Por isso, em 2022 nosso investimento é no Bier Garden. Com a saída de um espaço alugado em frente ao restaurante, estamos ampliando e criando o Bier Garden, e junto a essa novidade novos banheiros, com acessibilidade.

Que dicas daria a empreendedores acuados pelo cenário econômico?

João: Não desistir, ter perseverança e coragem para enfrentar os desafios diários.

Ivo: Sem esquecer de acompanhar os números.