Caxias do Sul 19/04/2024

“Percebemos que as mulheres são mais organizadas"

Dois terços da equipe de metalúrgica da Serra é formada por mulheres, garantindo agilidade na entrega de pedidos
Produzido por Silvana Toazza, 09/03/2024 às 19:12:49
“Percebemos que as mulheres são mais organizadas
Iolanda Pimentel da Silva é operadora de prensa
Foto: RAV Correntes, divulgação

No mês dedicado às mulheres, uma indústria da Serra Gaúcha prova que metalurgia também combina com batom. Dois terços da força de trabalho da RAV Correntes, de São Marcos (RS), é formada por mulheres e, inclusive, a busca por vagas na empresa é maior pelo público feminino. Dos 24 profissionais que atuam na indústria, 16 são cargos femininos.

"É muito importante para afirmar que a mulher tem espaço em qualquer lugar”, salienta Camila Brezolin, diretora Comercial da RAV Correntes.

Camila atribui o fluxo maior de currículos de mulheres que chegam à RAV Correntes pelo ambiente de trabalho.

“Somos uma indústria amigável e com práticas de igualdade entre mulheres e homens incorporadas ao nosso cotidiano, e isso acaba criando uma atração natural para elas nos procurarem”, explica.

Entrega dos produtos em prazos reduzidos

Na fábrica, as mulheres atuam nos escritórios e na linha de produção. A força física por vezes é substituída por outros atributos competitivos:

“Percebemos que as mulheres são mais organizadas e isso em uma empresa com fluxo contínuo de produção é fundamental. Um dos atributos que asseguramos aos nossos clientes é a entrega dos produtos em prazos reduzidos, e isso só é possível com muita organização na linha de produção”, destaca Camila.

A saber: a RAV Correntes foi criada em 2017 e fabrica correntes, dobradiças, engates fêmea, ganchos, grampos fixadores e pinos, entre outras peças. Atende fabricantes de implementos rodoviários e distribuidoras de autopeças. Exporta desde 2022 e seus produtos estão presentes no Chile, Bolívia, Uruguai e Paraguai.