Caxias do Sul 18/08/2022

Indústria da Serra adota robôs para produção de torneiras de metais

Tecnologia de ponta é utilizada na afinação e lixamento das peças diante da escassez de mão de obra qualificada para a função
Produzido por Silvana Toazza, 29/05/2022 às 10:59:41
Indústria da Serra adota robôs para produção de torneiras de metais
Célula robotizada de lixamento desenvolvida pela Dalca
Foto: Matheus Foletto

Duas empresas da Serra Gaúcha (especificamente de Bento Gonçalves) provam que tecnologia é uma estratégia para garantir qualidade, eficiência e diferencial competitivo no mercado.

São duas as protagonistas nessa história empresarial. A Dalca Brasil Soluções em Robótica desenvolveu célula robótica voltada à afinação e lixamento de torneiras fabricadas pela conterrânea Meber Metais.

O interesse da Meber em implementar a solução surgiu da necessidade de garantia na constância da operacionalização do trabalho, agora desenvolvido pela célula robótica, frente à verificação de escassez de mão de obra qualificada para a atividade. O robô opera no lixamento de torneiras, a partir das peças que vêm da usinagem e encontram-se ásperas devido ao processo da fundição. A função da máquina é deixar as superfícies preparadas para serem polidas e cromadas.

O implemento tecnológico também fortalece soluções da Indústria 4.0 e o uso de plataforma para controle de planta da Meber, em inovações trazidas pela Dalca Digital. A expertise em fazer uma leitura completa e assertiva dos gargalos em robótica é um dos diferenciais que fazem da Dalca Brasil uma escolha recorrente entre os mais diversos segmentos industriais.

A Meber Metais, posicionada entre as cinco principais fabricantes brasileiras de metais, confirma essa posição referencial da empresa quando o assunto é robotização.

Célula robótica voltada à afinação de metais (foto: Matheus Foletto)

"A célula de afinação está dentro dos moldes do nosso processo. Procuramos manter a própria marca de robôs, que a nossa equipe já sabe trabalhar, devido à questão de intercambialidade de peças e componentes em caso de necessidade, visto que esse trabalho de manutenção robótica não é uma facilidade ainda em nossa região. Por isso, as escolhas que pudemos fazer, alinhando com a Dalca, foram as mais interessantes possíveis, trazendo os resultados que estávamos esperando", destaca o diretor de Inovação e Tecnologia da Meber, Marcio Chiaramonte.

A empresa vislumbra a robotização de processos industriais desde a década de 1990, tendo implementadas seis células robóticas dentro de seu parque fabril.


"Os equipamentos robotizados podem trabalhar por 24 horas, dependemos apenas de uma pessoa para monitorar, colocar e retirar as peças que precisam ser processadas e, eventualmente, fazer alguma correção. Diante disso, temos a certeza de que o investimento em robótica se torna a possibilidade de trazer ganhos e garantir a continuidade dos negócios", acrescenta Chiaramonte.

Assista ao vídeo-case da parceria entre Dalca Brasil e Meber Metais AQUI