Caxias do Sul 29/06/2022

“Estamos prontos para explorar novos mares”

Jovem empreendedor lança nova produtora em Caxias do Sul, focada em trazer profundidade, emoção e atratividade para fotos e vídeos empresariais
Produzido por Silvana Toazza, 09/06/2022 às 09:34:19
“Estamos prontos para explorar novos mares”
Jeferson Luiz Picetti está à frente da nova empresa
Foto: Jonas Picetti

POR SILVANA TOAZZA

Com os motes de que “há novos mares a serem explorados” e “a sua marca pede mais profundidade”, nasce em Caxias do Sul uma nova produtora de vídeos. A empresa está sendo lançada nesta quinta-feira, 9 de junho, com um nome que expressa toda a sua força de inovação diante de um mercado audiovisual em ebulição intensificado pelas redes sociais.

Batizada de Casa Mar Produtora, a nova companhia chega para explorar mares desconhecidos, com muitas possibilidades de criação, mas garantindo um navegar tranquilo, conduzindo o cliente com segurança e conforto. Nesse sentido, a marca comunica a junção dos dois conceitos: porto-seguro e ousadia. Portanto, Casa Mar.

“Mares calmos não fazem bom marinheiro. Não é só sobre contar histórias, mas como fazer isso, usando a sensibilidade para extrair emoção das imagens. Precisamos impactar”, expressa Jeferson Luiz Picetti, que completa 25 anos na próxima segunda-feira, dia 13 de junho, e assume a desafiadora função de diretor criativo à frente da Casa Mar.

Jovem, mas com uma mente inquieta, ele acumula cinco anos de experiência em agências de publicidade como designer e videomaker. Sua formação como designer de moda pela Uniftec, aliada ao espírito autodidata em tecnologia e ao apurado senso estético, é o passaporte carimbado rumo aos três nichos com mais ênfase a serem desbravados pela nova produtora: publicidade, gastronomia e moda.

Natural de Veranópolis, Jeferson Luiz Picetti revela que sempre acalentou o sonho de ter sua própria empresa, “uma vontade interna”, mesmo durante a faculdade, quando já havia testado em aula um modelo de negócio de uma produtora. Agora, o mar se fez límpido, as condições convergiram e ele pode navegar com audácia nesse sonho, impulsionando seu talento para apresentar histórias, vídeos comerciais, campanhas publicitárias e o que mais a imaginação conseguir criar.

Detalhe: a Casa Mar aporta na praça com clientes de fôlego, incluindo Marcopolo, Grupo DRSUL, Metalmatrix Indústria Metalúrgica e Dellamed Artigos Hospitalares, e com a possibilidade de parcerias com agências publicitárias.

A seguir, ouse remar a favor da maré com a entrevista concedida com exclusividade ao portal de notícias por esse talentoso jovem empreendedor:

Que público será abrangido pela Casa Mar Produtora?
Projetamos quatro nichos de público: a publicidade digital e televisiva, a gastronomia, a moda e a indústria. A publicidade para projetos robustos, trazendo um direcionamento muito mais criativo e conceitual, não apenas um vídeo publicitário de promoção. Tudo isso pode ser desdobrado para redes sociais, mas a peça-mãe é maior.

A gastronomia e a moda envolvem um mercado gigantesco.
Sim, temos diversas possibilidades. Até porque hoje há a necessidade cada vez maior da gastronomia de vender pela imagem, pelo desejo, para depois fidelizar pelo sabor. As pessoas são atraídas pela beleza dos pratos até pela forma como o setor se exibe em redes sociais e aplicativos de alimentação. A moda segue o mesmo conceito, de estar sempre sintonizada às necessidades do mercado, que é conquistar as pessoas pelo interesse, pelo desejo.

Há movimentos que acentuam o consumo consciente nessas áreas?
Está em voga o “slow fashion” (moda lenta, perene, sustentável), o cuidado com o consumo excessivo, desenfreado, um cerco contra o desperdício. É uma postura também do vídeo fazer com que o consumidor perceba o poder de cada peça de roupa e não gere impacto negativo no mundo. O mesmo ocorre na gastronomia, com o “slow food”, uma gastronomia de verdade, que valoriza a origem dos alimentos, o produtor, o meio ambiente e seu preparo.

Esses vídeos seriam veiculados tanto na internet quanto em campanhas televisivas?
A abrangência das peças é ilimitada, tanto para as mídias clássicas, mais tradicionais, quanto para as atuais, a partir do desenvolvimento do conteúdo e da necessidade de cada plataforma. Web séries, vídeos produtos, vídeos de conteúdo para a rede social, vídeos de apresentação, vídeos publicitários...

Explique melhor a inspiração para o nome Casa Mar?
O mar sempre desperta um lugar de possibilidades. Quando se analisa os dados, percebe-se que muito pouco dos mares foi explorado. Queremos evidenciar que estamos prontos para desbravar lugares inexplorados, para procurar pelo novo. É lá no fundo que estão as maiores descobertas. Estamos em busca de desafios, queremos mergulhar fundo.

E a junção de Casa e Mar...
Vem para mostrar que, por mais que o mar seja um lugar desconhecido, que possa gerar medo, a casa chega para trazer esse local de segurança, de conforto, instigar que, independentemente do desafio que enfrentaremos, estamos preparados para estar à frente, conduzindo nosso cliente para que consigamos entregar um projeto seguro e de confiança.

Você identificou esse nicho de mercado agora?
Já faz algum tempo que percebemos que esse nicho do audiovisual se evidencia. As métricas de rede social denotam que o que mais engaja é vídeo. Podemos identificar pelas mudanças no consumo de redes sociais e de aplicativos, em que tudo se torna mais animado, mais em movimento. Há um anseio muito grande em descortinar diversas culturas, vidas, contar histórias diferentes do que as pessoas normalmente contam.

Por que o cliente deve escolher a Casa Mar como produtora?
O que nos diferencia é que prezamos pela profundidade. Buscamos tirar sentimento, não apenas uma cena tradicional, institucional, mas um olhar, um roteiro, uma trilha e um enquadramento distintos. Mesmo em vídeos para expor o conceito básico de um projeto, às vezes choramos, pois nos emocionamos e queremos mostrar para todo mundo. Oferecemos esse algo a mais, essa extração de sensibilidade das coisas. Até uma indústria de abraçadeiras (Metalmatrix), que poderia ser algo institucional, ganhou esse viés artístico, com pessoas, com a rotina profissional. Não é apenas contar história, mas como essa história é contada. Como as pessoas impactadas têm de reagir.

O mundo em movimento comunica mais do que textos nas redes sociais?
A mídia é muito ampla, mas percebemos mudanças no mercado atual, como por exemplo o esforço que o Instagram está fazendo para se aproximar do TikTok. A mídia é muito consumida pelo movimento. Vídeos muitas vezes curtos, de até 15 segundos, como se vê nos stories, ou até de um minuto no feed, mas com uma batida sempre em muito movimento, nada estático, arrastado. Há uma mudança no mercado. O que mais chama a atenção é o vídeo. Quando você quer vender o seu produto, pode colocar a foto de uma lâmpada acesa, por exemplo, mas mostrar as possibilidades de cores, uso e potência num vídeo gera outra conexão, ativando os vários sentidos do internauta.

Leva quanto tempo para produzir um vídeo?
Cada projeto é único, não se consegue estipular o tempo antes de ter o escopo de trabalho. Isso envolve planejamento, definição da ideia, a construção, a escolha dos profissionais, a trilha sonora, o caminho criativo. A pré-produção muitas vezes dá mais trabalho e abrange mais pessoas do que a edição, que envolve uma equipe que atua na montagem, nos efeitos visuais, num trabalho final que vai juntar tudo. O desafio é como as marcas querem ser vistas pelo mercado. Por isso, a profissionalização dos vídeos é fundamental, para expressar uma mensagem que comunique de forma verdadeira, que gere valor, propósito, que seja inesquecível.

O que representa estar à frente da Casa Mar?
É realizar o sonho de ter minha empresa, vencendo a insegurança e o medo, e abraçando uma nova oportunidade. Estou preparado para esse passo de explorar novos mares, com as parcerias certas e no momento oportuno.

Casa Mar Produtora

yesEndereço: Rua Olavo Bilac, 1.402, bairro Rio Branco

yesContatos: (54) 3536.7202 | 99208.9521

yesInstagram: @casamarprodutora

yesAssista o vídeo de lançamento da produtora clicando AQUI