Caxias do Sul 27/05/2022

Reduzir o consumo de energia é seis vezes mais barato do que produzi-la

Há muitas alternativas para minimizar os gastos na fatura e seguir um caminho de consciência ambiental
Produzido por Alessander de Vargas Vieira, 10/05/2022 às 07:11:11
Foto: Mauro Martins

POR ALESSANDER DE VARGAS VIEIRA

Hábitos conscientes, uso racional, escolha de equipamentos eficientes e instalações bem dimensionadas são fundamentais para obter economia de energia elétrica.

Na prática, é seis vezes mais barato economizar energia do que produzi-la. A escolha por equipamentos com altos níveis de eficiência, com classificação A do Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica), fazem grande diferença.

Entre os itens indicados estão, por exemplo, lâmpadas e luminárias de LED (substituindo as comuns), ar-condicionado com tecnologia Inverter, que controla o fluxo de energia e regula a forma como os produtos operam, refrigeradores com tamanho compatível com a utilização etc.

Além disso, os grandes vilões do consumo de energia elétrica residenciais são os equipamentos que realizam a função de elevação ou de diminuição de temperatura. Os aparelhos que mais pesam na fatura com essa função são o chuveiro elétrico, o ar-condicionado e os refrigeradores.

Porém, a economia de energia não se resume apenas à escolha de equipamentos de baixo consumo. Uma instalação bem dimensionada, que segue as normas estabelecidas na NBR 5410 em termos de condições e regras para instalações elétricas, também resulta em economia. Condutores elétricos subdimensionados, fora dos padrões de fabricação, além de aumentarem o consumo, ainda colocam em risco a sua propriedade e a segurança de sua família.

Hoje em dia, existem dispositivos que, bem projetados e dimensionados, reduzem a praticamente zero a possibilidade de choques elétricos, incêndios por sobrecarga e até a queima de equipamentos originada por surtos elétricos causados pela rede de distribuição ou descargas atmosféricas.

Economizar energia elétrica, com alternativas também de uso consciente dos aparelhos e de investimento em usinas de energia solar, é um caminho de consciência que resulta em saúde financeira e ambiental. O mundo agradece.

Alessander de Vargas Vieira é coordenador técnico comercial da Magnani Luz e Energia, empresa há mais de 50 anos no mercado, com matriz em Caxias do Sul e filial em Torres.

Leia também:

Saiba quais são os vilões do consumo de energia elétrica na sua casa