Caxias do Sul 18/05/2021

Oscar 2021, confira supercuriosidades sobre o prêmio

Cerimônia acontece neste domingo e, enquanto a hora não chega, curta fatos marcantes das várias edições
Produzido por Eulália Isabel Coelho, 24/04/2021 às 08:39:51
Foto: LUIZ CARLOS ERBES

Eulália Isabel Coelho

Atípico devido à pandemia de Covid-19, a 93ª edição do Oscar foi planejada para contornar a situação e o perigo de contágio. Na contramão de outras premiações, como o Globo de Ouro, totalmente virtual, o Oscar mantém o formato presencial.

Para isso, somente as pessoas envolvidas na produção, os apresentadores e um número limitado de convidados comparecerão na noite deste domingo, 25, ao Dolby Theatre ou ao Los Angeles Union Station, os dois locais da cerimônia nos EUA.

Nesta edição histórica, eventos como o almoço com os indicados, o coquetel para os nominados a Melhor Filme Internacional e a tradicional celebração pós-Oscar foram cancelados. Mas o desfile das celebridades no tapete vermelho acontece como manda a tradição, desta vez com restrições e número reduzido de fotógrafos.

A seguir, curta tópicos curiosos sobre a história do Oscar. Saiba quem são os recordistas da estatueta, quais as premiações póstumas, que atores recusaram o prêmio, entenda como são escolhidos os candidatos, relembre os filmes brasileiros que já foram indicados e muito mais.

Ao final da página, saiba como e onde assistir à cerimônia.

A ESTATUETA

A estatueta, cujo nome oficial é “Academy Award of Merit”, foi criada em 1927 para a primeira edição da premiação, que só aconteceu em 1929.

Não se sabe ao certo como surgiu o apelido Oscar, oficializado em 1939. A versão mais aceita é a de que a ex-diretora executiva da Academia, Margaret Herrick, dizia que a estatueta parecia com seu tio Oscar.

O Oscar tem 34 centímetros de altura e pesa 3,8 kg. Originalmente produzido em bronze, agora é feito de estanho banhado a ouro 24 quilates.

QUEM ESCOLHE

A Academia tem mais de 6 mil membros que atuam nas diversas áreas responsáveis pela produção fílmica. São eles que escolhem os candidatos em dois turnos.

No primeiro, os acadêmicos votam dentro da sua área de atuação e têm direito a um voto também na categoria Melhor Filme. Com a lista de candidatos, os jurados, em sua maioria atores, recebem cédulas de votação que vão decidir os ganhadores.

Em 2016, os membros da Academia eram 93% brancos e 76% homens, com idade média de 63 anos. A instituição anunciou naquele ano que pretendia dobrar o número de mulheres e integrantes de origens diversas até 2020.

Segundo dados da Academia, no ano passado, registrou-se 33% de mulheres votantes e 19% de membros de “minorias subrepresentadas”. São 1.787 profissionais no total.

A FRASE...

Na 61ª edição do Oscar, em 1989, a frase “And the winner is…” (“E o vencedor é...”) foi substituída por “And the Oscar goes to…” (“E o Oscar vai para…”). A troca se deu porque a Academia passou a considerar que todos os indicados já são vencedores por chegarem até ali.

RECORDISTAS

Meryl Streep exibe o prêmio por A Dama de Ferro

Walt Disney é o mais premiado da história do Oscar. Ganhou um total de 26 estatuetas e recebeu 59 indicações, a maioria na categoria de Melhor Curta Metragem de Animação.

O cineasta William Wyler foi indicado 12 vezes ao prêmio de Melhor Diretor, dos quais ganhou 3.

Titanic (1997) indicado a 14 prêmios, levou 11. Também ganharam 11 Ben-Hur (1959) e O Senhor dos Anéis – O Retorno do Rei (2003).

A atriz recordista em indicações é Meryl Streep com 21, tendo levado 3 Oscar. Recebeu o primeiro aos 30 anos, por Kramer versus Kramer. O segundo por A Escolha de Sofia e o terceiro por A Dama de Ferro (2011).

Katharine Hepburn foi indicada 12 vezes e ganhou 4 Oscar, o primeiro em 1933, aos 26 anos.

Katharine Hepburn, oscarizada por Morning Glory

AZARADOS

Os filmes Momento de Decisão (1977) e A Cor Púrpura (1985), indicados a 11 prêmios cada, saíram da cerimônia sem nenhuma estatueta.

QUEM RECUSOU

Jean-Luc Godard não quis o Oscar Honorário

George C. Scott foi o primeiro ator a recusar um Oscar. Ele foi indicado em 1970 por sua interpretação do general George S. Patton, em Patton.

Marlon Brando talvez seja o caso mais notório. Não compareceu à cerimônia em 1973 e enviou em seu lugar uma jovem de um movimento indígena que leu o discurso dele sobre o tratamento dado aos índios nos EUA.

Woody Allen, embora tenha recebido inúmeras indicações e algumas premiações, afirma que não tem nenhuma consideração pela cerimônia e não vê sentido nela.

Katharine Hepburn esteve apenas na cerimônia de 1974, quando não concorria, para entregar o Prêmio Honorário a Irving J. Thalberg. Nunca foi receber os seus.

Jean-Luc Godard, cineasta francês, recusou o Oscar Honorário 2010. À época, disse à imprensa que não via sentido na premiação e questionou se Hollywood realmente conhecia seus filmes.

DIRETORAS

Kathryn Bigelow, primeira diretora a vencer

Em quase 100 anos do Oscar, apenas 5 diretoras foram indicadas, a primeira a ganhar a estatueta de Melhor Direção foi Kathryn Bigelow, por Guerra Ao Terror (2009).

Antes dela, apenas 3 mulheres tinham sido indicadas: Lina Wertmuller (1977), Jane Campion (1993) e Sofia Coppola (2003).

Em 2018, Greta Gerwig foi nominada em sua estreia na direção pelo filme Lady Bird.

Na edição 2021, concorrem as diretoras Emerald Fennell, com o filme Bela Vingança, e Chloé Zhao, com Nomadland. As duas obras estão, também, na lista de indicações de Melhor Filme.

Diretora Chloé Zhao é favorita por Nomadland

BRASIL

Elenco e autor de O Quatrilho na cerimônia em 1996

A primeira indicação foi do compositor Ary Barroso, em 1945. Sua música “Rio de Janeiro” disputou como Melhor Canção pelo filme Brasil, mas perdeu para “Swinging on a Star”, do longa O Bom Pastor.

O Pagador de Promessas (1963), que ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes, foi o primeiro filme a concorrer ao Oscar.

O Quatrilho (1995), baseado na obra do escritor José Clemente Pozenato; O que é isso Companheiro (1977), inspirado no livro de Fernando Gabeira, e Central do Brasil (1999), concorreram a Melhor Filme Estrangeiro.

Cidade de Deus (2004) e O Beijo da Mulher Aranha (1986), são os filmes brasileiros com mais nomeaçõess, 4 cada um.

Cidade de Deus, filme de Fernando Meirelles

Democracia em Vertigem, de Petra Costa, é a última indicação brasileira que concorreu a Melhor Documentário, em 2020.

Fernanda Montenegro disputou em 1999, o Oscar de Melhor Atriz por Central do Brasil, mas a vencedora foi Gwyneth Paltrow, por Shakespeare Apaixonado.

O Brasil já teve indicações em categorias como Melhor Diretor, Filme de Animação, Roteiro Adaptado, Fotografia, Documentário, Canção Original e Curta Metragem de Animação.

Fernanda Montenegro no Tapete Vermelho

OSCAR PÓSTUMO

Heath Ledger, eternizado pelo papel de Coringa

O primeiro foi para o roteirista Sidney Howard, pela adaptação de ...E O Vento Levou (1939).

O ator Peter Finch recebeu a honraria por sua atuação no longa Rede de Intrigas (1976), tendo sido o único até 2009.

Heath Ledger teve reconhecimento com Oscar póstumo por sua interpretação de Coringa em Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008).

James Dean, Spencer Tracy e Massimo Troisi figuram entre os indicados.

Na edição 2021, o ator Chadwick Boseman (1976 - 2020) concorre na categoria Melhor Ator com grande possibilidade de estatueta póstuma. Ele recebeu várias homenagens nessa temporada de premiações.

Chadwick Boseman em A Voz Suprema do Blues

EDIÇÃO 2021

Anthony Hopkins na mira de seu segundo Oscar

O filme Mank foi indicado em 10 categorias. Em 2020, O Irlandês teve o mesmo número, mas não ganhou nenhuma estatueta.

Aos 83 anos, Anthony Hopkins é o artista mais velho indicado a Melhor Ator por sua estupenda performance no filme Meu Pai. Ele ganhou seu primeiro Oscar por O Silêncio dos Inocentes (1992).

Viola Davis é a atriz negra com mais indicações ao Oscar, 4. Nesse ano, ela concorre por sua interpretação em A Voz Suprema do Blues.

Viola Davis em atuação grandiosa

O asiático americano Steven Yeun está concorrendo ao prêmio de Melhor Ator, e Yoon Yuh-Jung é a primeira coreana indicada, na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante. Ambos são do elenco de Minari.

Yoon Yuh-Jung conquista o público em Minari

Maria Bakalova disputa a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante. É a primeira atriz eslava a concorrer desde 1966.

Riz Ahmed é o primeiro ator muçulmano indicado na categoria Melhor Ator.

Riz Ahmed é protagonista de O Som do Silêncio

Dos 5 indicados na categoria de Melhor Ator Coadjuvante, três são negros. Daniel Kaluuya (Judas e oMessias Negro), Leslie Odom Jr. (Uma noite em Miami) e Lakeith Stanfield (Judas e o Messias Negro).

INDICADOS NAS PRINCIPAIS CATEGORIAS DO OSCAR 2021

Melhor filme

yes "Meu pai"

yes '"Judas e o messias negro"

yes "Mank"

yes "Minari"

yes "Nomadland"

yes "Bela vingança"

yes "O som do silêncio"

yes "Os 7 de Chicago"

Melhor atriz

yes Viola Davis - "A voz suprema do blues"

yes Andra Day - "Estados Unidos Vs Billie Holiday"

yes Vanessa Kirby - "Pieces of a woman"

yes Frances McDormand - "Nomadland"

yes Carey Mulligan - "Bela vingança"

Melhor ator

yes Riz Ahmed - "O som do silêncio"

yes Chadwick Boseman - "A voz suprema do blues"

yes Anthony Hopkins - "Meu pai"

yes Gary Oldman - "Mank"

yes Steve Yeun - "Minari"

Melhor direção

yes Thomas Vinterberg - "Druk - Mais uma rodada"

yes David Fincher - "Mank"

yes Lee Isaac Chung - "Minari"

yes Chloé Zhao - "Nomadland"

yes Emerald Fennell - "Bela vingança"

Melhor atriz coadjuvante

yes Maria Bakalova - "Borat: fita de cinema seguinte"

yes Glenn Close - "Era uma vez um sonho"

yes Olivia Colman - "Meu pai"

yes Amanda Seyfried - "Mank"

yes Youn Yuh-jung - "Minari"

Melhor ator coadjuvante

yes Sacha Baron Cohen - "Os 7 de Chicago"

yes Daniel Kaluuya - "Judas e o messias negro"

yes Leslie Odom Jr. - "Uma noite em Miami"

yes Paul Raci - "O som do silêncio"

yes Lakeith Stanfield - "Judas e o messias negro"

Melhor filme internacional

yes "Druk - Mais uma rodada" (Dinamarca)

yes "Shaonian de ni" (Hong Kong)

yes "Collective" (Romênia)

yes "O homem que vendeu sua pele" (Tunísia)

yes "Quo vadis, Aida?" (Bósnia e Herzegovina)

ONDE ASSISTIR

Você pode assistir pelo canal TNT através de sua operadora por assinatura e na plataforma de streaming TNT GO, a partir das 20h.

Na TV aberta, a Rede Globo transmite logo após o Big Brother Brasil 2021. Na Globo Play, a transmissão é aberta ao público. O aplicativo está disponível para baixar na Google Play ou na App Store, da Apple.

O canal E!, da TV a cabo, inicia as transmissões a partir do tapete vermelho, às 18h.

Saiba como assistir através dos canais das redes sociais oficiais do Oscar:

Facebook AQUI

Twitter AQUI

Youtube AQUI

Eulália Isabel Coelho é jornalista, mestre em Comunicação e Semiótica, especialista em cinema e escritora

mail bibacoelho10@gmail.com

Da mesma autora, leia outro texto AQUI