Caxias do Sul 18/08/2022

É hora de acerto de contas com o Leão

O importante é que criemos consciência dos novos tempos, sabendo que o velho “normal” ficará no passado
Produzido por Evanir Aguiar dos Santos , 16/06/2020 às 15:52:33
Foto: Carlos Justen

Depois de prorrogado em função da pandemia, o prazo para entrega da Declaração do Imposto de Renda Exercício 2019 entra em contagem regressiva. É preciso agilizar a busca da documentação porque o dia 30 de junho não está longe.

O Brasil integra os países em avançado nível de digitalização, especialmente os bancos e a área financeira e de serviços, além de o comércio estar em um processo de reinvenção geral. Também a Previdência Social disponibiliza documentos digitais, atendendo à enorme massa de aposentados.

Sem sair de casa, os contribuintes podem buscar a documentação por meios eletrônicos e, igualmente, enviar as informações para o profissional que está formatando a declaração, além de encaminhar o documento final à Receita Federal.

Em tese, o Modelo Simplificado é para quem não tem muitas despesas dedutíveis, oferecendo desconto de 20% na base de cálculo, limitado a R$ 16.754,34. Já o Modelo Completo destina-se para aqueles com despesas acima deste valor.

Mas cabe analisar o perfil de cada pessoa para fazer a melhor opção. Por uma razão simples: muitas vezes, o contribuinte está acostumado a entregar a Declaração Simplificada e termina não informando todas as suas despesas. Assim, o Sistema, ao indicar a melhor opção, não terá todos os dados necessários. Convém lembrar que, mesmo entregando a Declaração pelo modelo simplificado, o contribuinte tem a obrigação de informar todos seus pagamentos, estando sujeito à multa de 20% sobre valores não declarados.

Para não cair na malha fina, convém informar as declarações obrigatórias e corriqueiras envolvendo rendimentos, aplicações bancárias, compra e venda de bens móveis e imóveis, renda de aluguéis, entre outros. E para garantir uma boa restituição, não esquecer de adicionar as despesas dedutíveis como educação e saúde, desde que comprováveis. Agilizando os processos, também a devolução virá mais rápido, da mesma forma que, se seguirmos os protocolos definidos pelas autoridades em saúde, mais cedo sairemos desta pandemia.

O importante é que criemos consciência dos novos tempos, sabendo que o velho “normal” ficará no passado, dando lugar a novos hábitos de consumo, novo modo de operação e um novo jeito de pensar, com maior solidariedade e senso de compartilhamento e de preservação.

Evanir Aguiar dos Santos é diretor do Fortus Group, empresário da área de serviços (contabilidade, auditoria, RH e office), contador, especialista em Auditoria e Perícia, especialista em Tributos Estaduais, especialista em Controladoria e Mestre em Economia – Ênfase em Controladoria.

mailevanir.aguiar@fortus.net