Caxias do Sul 05/08/2020

Região de Caxias do Sul segue na bandeira vermelha pela terceira semana consecutiva

Mapa preliminar do Modelo de Distanciamento Controlado foi anunciado no final da tarde desta sexta-feira
Produzido por redação, 24/07/2020 às 18:08:34
Região de Caxias do Sul segue na bandeira vermelha pela terceira semana consecutiva
Foto: Reprodução/Divulgação

O governo do Estado anunciou, no final da tarde desta sexta-feira (24/7), que a região de Caxias do Sul permanece na bandeira vermelha pela terceira semana consecutiva. Como de praxe, os municípios têm até domingo para apresentar recursos, contestando as decisões.

O governo do Estado divulgará na segunda-feira (27/7) o mapa definitivo, cujas bandeiras entrarão em vigor na terça-feira (28/7). O governador Eduardo Leite surpreendeu o Rio Grande do Sul anunciando na tarde desta sexta-feira que testou positivo para a Covid-19. Em função disto, cancelou agenda de compromissos e anunciou período de isolamento.

Se confirmada a decisão, o comércio não essencial da região de Caxias do Sul chegará a 21 dias impedido de abrir as portas, com exceção do atendimento pelo e-commerce, drive-thru, take away e telentrega, com contingente permitido de 25% dos trabalhadores.

"É preciso que o comércio tenha a permissão de atender os clientes para sobreviver", destaca a presidente do Sindilojas Caxias, Idalice Manchini, que nutre expectativa da reversão da bandeira para laranja, restabelecendo atendimento com 50% dos funcionários e abertura do comércio não essencial.

O mapa preliminar desta 12ª rodada do Distanciamento Controlado aponta 14 regiões gaúchas em bandeira vermelha (risco alto). Apesar de as outras seis regiões estarem em bandeira laranja (risco médio), nenhuma apresentou melhora nos índices da semana passada para esta.

Das regiões em bandeira vermelha, a de Caxias do Sul segue no nível mais preocupante. Na tarde desta sexta-feira foi anunciada a 42ª morte por coronavírus na cidade. O município registrou 106 novas hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias.